Nova coleção de livros ampara a educação para Política Nacional de Resíduos Sólidos em todo o país

Os conceitos e práticas da Coleção Consumo Sustentável e Ação Resíduos Sólidos, material educativo para professores e alunos, têm consonância com a nova Política Nacional dos Resíduos Sólidos, e propõem transformar o conceito de lixo em resíduo, reduzindo seus impactos no ambiente. No evento de lançamento da Coleção, que aconteceu no dia 15 de abril na Livraria Cultura, em São Paulo, a fala do Secretário Municipal de Serviços de São Paulo, Simão Pedro, reafirmou o valor da Coleção para o envolvimento das pessoas com a redução dos resíduos, já que a Prefeitura possui meta de ampliar a coleta seletiva de 1,8% para 10% do volume total recolhido.

E se estendermos a obrigação de se acabar com os lixões até 2014, ou de se dispor somente rejeitos em aterros, conforme coloca a nova Política para todos os municípios, torna-se ainda mais estratégico o trabalho educativo da Coleção. “A ideia é levar o material e as oficinas a todo o país, será necessário um compromisso profundo com programas de educação ambiental para esse nível de transformação, principalmente das Prefeituras e Secretarias de Educação, trabalhando todos os públicos escolares, de alunos a merendeiras, funcionários, professores e gestores, lideranças importantes para a mudança”, expressou Mônica Pilz Borba, gestora do Instituto 5 Elementos – Educação para a Sustentabilidade, que assina a Coleção.

De fato, educação e redução do consumo são temas comuns, já que a maioria das mensagens e imagens voltadas às crianças e jovens refletem a ideia de consumir para construir um lugar social. “Isso acarreta em diminuição do brincar, em obesidade ou violência, fazendo necessário educar para o consumo consciente. A coleção traz dicas preciosas de atividades para enfrentar essa lógica, reforçando o ‘refletir’ e o ‘reduzir’, desde o momento da compra até o que vai para o lixo”, disse Laís Fontenelle Pereira, especialista no tema Criança, Consumo, Mídia e Sustentabilidade pelo Instituto Alana.

Jovens como a aluna da CEMEB Governador Franco Montoro, em Itapevi (SP), Stephany Hermínio Lima da Silva, mostram ser possível essa transformação conforme ampliam a percepção de seu ambiente. Depois de participar de trabalhos baseados na Coleção, do Instituto 5 Elementos, Stephany descobriu que pequenos atos têm grandes impactos. “Andava e não percebia o problema, até notar a grande quantidade de resíduos nas ruas e ver que podia separar os resíduos em casa e no dia a dia”, contou.

Ela foi envolvida na atividade proposta pela educadora Raquel Santana, que dá aula na CEMEB, e propôs uma caminhada para diagnóstico socioambiental do bairro, inspirada na Coleção Consumo Sustentável e Ação. “O material é transformador pois traz a prática para escola, permitindo abordar assuntos pouco trabalhados nas instituições, como o consumismo”, relatou Raquel.

A Coleção e a Política

Para a doutora em saúde pública e consultora do Instituto 5 Elementos, Rizpah Besen, é preciso compartilhar a responsabilidade entre todos, “pois não é possível pensar que os cidadãos façam sua parte, sem o envolvimento do setor produtivo, da indústria que promove o consumo, gera os resíduos e ainda não financia a redução e apoio ao setor público”.

Assim, Rizpah trouxe a público as mudanças fundamentais da nova Política Nacional de Resíduos Sólidos e a profundidade da Coleção frente a isso. Primeiro, resíduos passam a ser bens de valor econômico que devem retornar ao ciclo produtivo e, segundo, a coleta seletiva não trata somente de materiais recicláveis e sim de resíduos secos e úmidos. “ou seja, reconhece a matéria orgânica, a maior vilã dos impactos ambientais, e que representa a maior parcela descartada, responsável pelo gás metano que produz o efeito estufa”.

Também implica no fim dos lixões até 2014, os quais são hoje realidade em mais de 50% dos municípios do país, e reconhece o protagonismo dos catadores de materiais e a importância de sua organização em cooperativas, fazendo da Política um modelo inovador para a inclusão social aliada à preservação ambiental.

Por tudo isso, o Secretário Municipal de Serviços reforçou o papel da Conferência Municipal de Meio Ambiente, no final de agosto, em São Paulo, com o tema “A implantação da Política Municipal de Resíduos Sólidos”.

Prática de Referência EducaRes

Em 2015 a coleção recebeu a Certificação do MMA – Ministério do Meio Ambiente como Prática de Referência em Educação Ambiental e Comunicação Social em Resíduos Sólidos-EducaRES.




Rua Catão, 1173 – Lapa – São Paulo/SP | CEP:05049-000

55 11 3871-1944

comunicacao@5elementos.org.br

Copyright © 2019 5 Elementos - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio