Fechar X
Porque apagar a luz:
Já é um conhecimento antigo que os monitores gastam mais energia para produzir a cor branca do que a cor preta (74 e 59 watts, respectivamente). Se pegarmos como exemplo o Google, considerando que são 200 milhões de visitas diárias e que cada usuário fique 10 segundos no site, se o fundo da página fosse preto haveria uma economia de 750MWh/ano, que é suficiente para abastecer 284 famílias! Você já ajuda o planeta com um simples gesto. Basta apagar a luz! ;-)

acompanhe:

Instituto 5 Elementos apresenta diagnóstico sobre a gestão de resíduos sólidos na Subprefeitura Lapa

publicado em: 18/02/2014

Na última quinta-feira, dia 13, o Instituto 5 Elementos promoveu a segunda reunião com os parceiros do Projeto Consumo Sustentável e Ação em Resíduos Sólidos, que visa diminuir a quantidade de resíduos descartados de forma inadequada na subprefeitura Lapa.

Durante a reunião, realizada na sede da CIESP Distrital Oeste, foram apresentadas as versões preliminares do Diagnóstico sobre a gestão de resíduos sólidos e do Folder que irá divulgar o mapeamento do descarte correto de todos os resíduos domésticos na região.

Iniciado em agosto do ano passado, com financiamento do FEMA, e contando também, a partir deste ano, com o apoio da Natura Cosméticos, o Projeto tem o propósito de disponibilizar informações sobre consumo e descarte sustentável, alimentação saudável e sobre técnicas de compostagem e aproveitamento de alimentos. Outro foco de ação do programa é difundir o conceito dos 5Rs (Repensar, Recusar, Reduzir, Reutilizar e Reciclar), fortalecer a coleta seletiva, além de reduzir a quantidade de resíduos descartados em aterros sanitários.

O Diagnóstico preliminar apresentou o levantamento e análise de diversas informações sobre a coleta e a destinação de vários tipos de resíduos descartados nas residências dos mais de 300 mil habitantes da subprefeitura Lapa. O Diagnóstico final será elaborado após a publicação do Plano de Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos do Município de São Paulo que está previsto para o mês de fevereiro de 2014.

Participantes da reunião do projeto Consumo Sustentável e Ação em Resíduos na Subprefeitura Lapa

A partir destes dados, pretende-se articular em 12 oficinas, a serem realizadas entre março e junho nos seis distritos da subprefeitura Lapa, estratégias e ações conjuntas entre os atores envolvidos na região.

“Tem muita gente envolvida e interessada em trabalhar, mas cada um trabalha no seu canto. Então este Projeto vai permitir dar mais visibilidade e articulação que são importantíssimos para melhorar as condições de vida da nossa cidade”, comenta Susana Basualdo, representante da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente.

Com a ampliação da quantidade de parceiros que estão aderindo ao Projeto, espera-se que essas informações sobre o consumo sustentável, o descarte correto e as práticas sustentáveis cheguem mais diretamente à população local e reduzam a geração excessiva e o descarte incorreto de resíduos. Para Gina Rizpah Besen, consultora do Instituto 5 Elementos e do projeto, “é difícil desenvolver um projeto tão ambicioso num prazo tão curto. Por isso a rede de parcerias é tão importante. O projeto termina, mas a rede fica, e é isso que possibilita a continuidade e sustentabilidade  da  iniciativa”.

A Sociedade Benfeitora Jaguaré é uma das parceiras do projeto. A ONG recolhe alguns tipos específicos de resíduos trazidos pela população do bairro para destiná-los aos centros de coleta corretos. De acordo com Laura Vitto, assessora de comunicação, o projeto Consumo Sustentável e Ação é essencial para transformar a realidade local. “O Jaguaré é um bairro carente, que tem dificuldade de chegar um caminhão para fazer o recolhimento, porque as ruas são muito estreitas”, explica.

Segundo informações do Diagnóstico Preliminar, em 2012, foram coletadas e enviadas para aterros sanitários distantes da região 174.592 toneladas de resíduos. A média diária coletada por habitante, na subprefeitura Lapa, foi de 1,56 kg. Além de ser uma das maiores médias da cidade de São Paulo, é maior que a de países da Europa e 62,5% maior que a média nacional de 1kg por dia, segundo apontam vários estudos. Deste total coletado, apenas 3.985,27 toneladas (2,3%) foram aproveitadas, ou seja, coletadas seletivamente e encaminhadas para triagem e posteriormente para a reciclagem.

É importante destacar que o Diagnóstico mostra que 50% de todo este resíduo coletado é formado de matéria orgânica e apresenta propostas para minimizar este problema, como o fortalecimento de estratégias de sensibilização para o consumo sustentável, para a redução do desperdício e também a disseminação de técnicas de compostagem para resíduos úmidos.

O Diagnóstico Final será disponibilizado online no site do Instituto 5 Elementos e no da subprefeitura. O Folder com mapa será distribuído nas oficinas e na região com apoio do Jornal da Gente. Também será disponibilizado online para download.

Participaram da reunião as seguintes instituições: Instituto 5 Elementos, Reciclázaro e Ecoleo, Coopermiti, Bioideias, DRE Pirituba, Inova, Faculdades Integradas Rio Branco, SVMA/EA Oeste, Sociedade Benfeitora Jaguaré, APAS, Academia Ecofit, Subpreitura Lapa, CIESP, Loga, Jornal da Gente, Senac Lapa Tito e Senac Lapa Faustolo.

Comentários

Data: 18/02/2014

Autor: Luiz Nakamura

Comentário: O maior problema para reciclagem de residuos sólidos esta na falta de coletas. A omissão das autoridades competentes em efetuar a coleta seletiva, prejudica todos os esforços das pessoas que tem boa vontade em ter um mundo melhor para todos.

( responder )

Escreva seu comentário:

integre-se

Clique aqui para adquirir a Coleção Consumo Sustentável e Ação!

AGENDA

Nenhum evento para o mês selecionado!
JANEIRO

siga

Fechar X
Cadastre-se:
Insira seu e-mail abaixo para fazer parte de nosso mailing. Marque as opções de acordo com o tipo de comunicados que você deseja receber de nós, e seja bem vindo!