Fechar X
Porque apagar a luz:
Já é um conhecimento antigo que os monitores gastam mais energia para produzir a cor branca do que a cor preta (74 e 59 watts, respectivamente). Se pegarmos como exemplo o Google, considerando que são 200 milhões de visitas diárias e que cada usuário fique 10 segundos no site, se o fundo da página fosse preto haveria uma economia de 750MWh/ano, que é suficiente para abastecer 284 famílias! Você já ajuda o planeta com um simples gesto. Basta apagar a luz! ;-)

acompanhe:

Instituições da sociedade civil comemoram novo projeto da merenda orgânica

publicado em: 19/07/2013

O Projeto de Lei que torna obrigatória a inclusão de alimentos de origem orgânica na merenda escolar teve mais um avanço essa semana, após ampla parceria entre sociedade civil e parlamentares, que construíram conjuntamente um novo conteúdo para a proposta. O texto anterior havia sido vetado pelo Prefeito Fernando Haddad, pois especificava a quantidade de orgânicos a ser inserida na merenda, de 30% dos alimentos, e levava ao argumento de que a produção atual não seria suficiente para atender às cerca de 1,3 milhão de refeições dos alunos da cidade.

A discussão do novo texto do PL teve impulso com a realização da Semana de Agroecologia, organizada pelo Instituto 5 Elementos – Educação para a Sustentabilidade, Instituto Kairós e Associação de Agricultura Orgânica, em conjunto com os vereadores da Frente Parlamentar pela Sustentabilidade, Nabil Bonduki, Ricardo Young e Gilberto Natalini. A partir das contribuições da oficina de compras públicas, realizada durante a Semana, a nova proposta trata da diminuição paulatina da ingestão de agrotóxicos pelos estudantes, ao mesmo tempo em que estimula a produção orgânica com a adesão de parte das escolas ao processo.

“É um avanço em todos os sentidos, seja pela viabilidade do PL 451 de 2013 ser implementado, ampliando o cultivo dos produtos orgânicos em nosso município, como pela importante parceria para a elaboração dessa política pública, que teve a mão das organizações da sociedade civil envolvidas na Plataforma da Agricultura Orgânica, do Departamento de Merenda da Secretaria Municipal de Educação, e dos vereadores que abraçaram o tema”, diz Mônica Pilz Borba, gestora do Instituto 5 Elementos.

O PL com o novo texto foi protocolado pelos três vereadores da Frente pela Sustentabilidade, no último dia 11 de julho, mantendo o objetivo maior de fomentar a produção agroecológica na cidade por meio de compras públicas, além de contrinuir para a construção de bons hábitos alimentares na saúde das crianças em idade escolar.

 

 

 

 

Escreva seu comentário:

integre-se

Clique aqui para adquirir a Coleção Consumo Sustentável e Ação!

AGENDA

Nenhum evento para o mês selecionado!
JUNHO

siga

Fechar X
Cadastre-se:
Insira seu e-mail abaixo para fazer parte de nosso mailing. Marque as opções de acordo com o tipo de comunicados que você deseja receber de nós, e seja bem vindo!