Cidade de São Paulo ganha plataforma para agricultura sustentável

Às vésperas das eleições municipais de 2012, treze instituições da sociedade civil que atuam para fortalecer a produção de orgânicos nas áreas rurais do município de São Paulo apresentam uma plataforma inédita com as principais reivindicações da agricultura orgânica para os candidatos à prefeitura e à câmara de vereadores da cidade. O evento de lançamento acontece no próximo dia 16 de setembro, às 10 horas, no Centro Paulus de Desenvolvimento Humano, em Parelheiros, zona Sul de São Paulo.

Haverá presença de candidatos à prefeito, à câmara de vereadores, produtores locais e membros das instituições envolvidas: AAO – Associação de Agricultura Orgânica, ABD – Associação Biodinâmica, APO-SM – Associação de Produtores Orgânicos de São Mateus, AHPCE – Associação Holística de Participação Comunitária Ecológica, Casa do Rosário, Centro Paulus, Cooperapas – Cooperativa Agroecológica dos Produtores Rurais e de Água Limpa de São Paulo, Fundação Mokiti Okada, Instituto 5 Elementos – Educação para a Sustentabilidade, Instituto Kairós, Instituto Pedro Matajs, Instituto Pólis e Instituto Refloresta.

A maior parte da chamada zona rural da cidade encontra-se no território das Subprefeituras de Parelheiros, Capela do Socorro e M’Boi Mirim, onde ainda existem cerca de 300 agricultores familiares atuando na produção de hortaliças, frutas e plantas medicinais, consumidas diariamente pelos paulistanos. São eles também quem protegem as cabeceiras da Billings e Guarapiranga, responsáveis pelo abastecimento de toda a região Sul de São Paulo. Áreas rurais incrustradas no cenário urbano ocorrem ainda na zona Leste e Norte de São Paulo.

“A Plataforma é um meio de comprometer os candidatos com políticas públicas que garantam a conservação dessas áreas, hoje ameaçadas por invasões e loteamentos clandestinos, mas responsáveis pela produção de alimentos saudáveis e orgânicos, a curta distância dos mercados consumidores e com menor custo de produção. Além disso, é um documento de mobilização dos agricultores e todos os interessados na produção orgânica”, expressa Mônica Pilz Borba, coordenadora institucional do Instituto 5 Elementos – Educação para a Sustentabilidade, que desenvolve projeto sobre o tema na região Sul.

Os temas da Plataforma estão diretamente relacionados ao modo de vida urbano, tendo como algumas de suas principais reivindicações: recursos do orçamento do município para apoiar o produtor rural, ampliar a comercialização direta promovendo feiras de produtos orgânicos na cidade, transformar a ABAST (Supervisão Geral de Abastecimento de São Paulo) na Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento de São Paulo, criar novas Casas de Agricultura Ecológica, redimensionar o uso das áreas rurais no Plano Diretor, apoiar o Pagamento por Serviços Ambientais, melhorar o sinal de internet e celular nas áreas rurais, o transporte público e as estradas, entre outras demandas.

Mais informações

Heloisa Ribeiro

Jornalista – Instituto 5 Elementos – Educação para a Sustentabilidade

(11) 3871-1944

heloisa@5elementos.org.br




Rua Catão, 1173 – Lapa – São Paulo/SP | CEP:05049-000

55 11 3871-1944

comunicacao@5elementos.org.br

Copyright © 2019 5 Elementos - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio